Highslide for Wordpress Plugin Google
9

Opinião: É hora de por a mão no bolso!

Quase um ano depois do fim do campeonato 2014, o torcedor operariano terá a chance de rever seu time em campo novamente, e há quem espere mais o primeiro jogo do Fantasma em seus domínios do que as festas de fim de ano.

Em 2013, Operário teve média de 2.596 torcedores por jogo. Foto: Jornal da Manhã

Em 2013, Operário teve média de 2.596 torcedores por jogo. Foto: Jornal da Manhã

Mas, será tão fácil, como sempre foi, acompanhar o Operário de perto em 2015? O panorama que vem sendo apresentado pra nova temporada, mostra que não.

Primeiro, tivemos o anúncio do novo programa de sócio torcedor que pegou muitos Operarianos de surpresa. O valor de R$40 reais mensais pra assistir o jogo da arquibancada geral, e R$80 mensais pra assistir os jogos das novas cadeiras do Germano Krüger, até agradou parte da torcida. Mas a forma de pagamento – que será realizada exclusivamente via cartão de crédito – deixou uma parte da torcida (os “sem cartão”), sem alternativas de aderir ao plano. Dinheiro vivo ou boleto, não serão aceitos. Então, ou você faz/empresta um cartão de crédito pra se tornar sócio, ou paga sua entrada normalmente, sem se associar. Mas eis que na última semana, a torcida dos “sem cartão de crédito” recebeu um xeque-mate. O valor anunciado dos ingressos para a temporada 2015, é de nada menos que R$80 reais a inteira (pra arquibancada geral!), e R$40 a meia pra estudantes. Quem comprar antecipado, paga R$70 reais no ingresso, sem direito a meia entrada.

A tentativa da nova cúpula do Operário de inflacionar o valor do ingresso comum, pra instigar o torcedor a se tornar sócio do Fantasma, pode sim funcionar, mas também pode ser como um tiro no pé. Conhecendo o histórico e a realidade da torcida dos graxeiros, a tendência é que tenhamos uma drástica redução de torcedores no estádio, uma vez que existe a burocracia do cartão de crédito pra se tornar sócio, e o valor pra não sócios se tornou exorbitante.

Com apenas um jogo em casa no mês de Fevereiro, contra o Prudentópolis no dia 22 (já que o Operário perde o primeiro mando de campo contra o Foz, no dia 04), e três jogos em casa no mês de Março, contra Atlético PR, Paraná e Rio Branco, O torcedor que não tiver meia entrada e quiser acompanhar os 4 jogos no Germano sem se tornar sócio, terá de desembolsar em 2 meses pelo menos R$280 reais (comprando ingresso antecipado). Os portadores de meia entrada desembolsam R$140 reais, enquanto os sócio-torcedores da geral desembolsam R$80 reais.

Com dois dos quatro jogos em casa ainda sendo transmitidos pela TV Aberta (jogos contra Atlético e Paraná), a tendência é que a média de público em casa nesse campeonato caia drasticamente, algo que já vem acontecendo ano após ano, devido aos resultados do time, e que pode ser amplificado agora devido as situações impostas pelo Clube, ingressos inflacionados e falta de flexibilidade para aquisição do plano de sócio torcedor.

É claro que posso estar errado, expresso aqui apenas a visão de um torcedor comum sobre o que vemos e aprendemos ao longo dos anos com a massa Operariana. Mas não acredito que “forçar” o torcedor a aderir ao programa de sócio seja a melhor maneira de vê-lo ao lado do clube a todo momento, lhe ajudando. O torcedor é um apaixonado, um aficcionado, e quer ver o seu time sempre por cima. Se em anos anteriores tivéssemos boas campanhas, e hoje figurássemos entre os times de série B ou C de campeonato brasileiro, poderíamos ter ingressos inflacionados e planos de sócio até mais caros, que certamente teríamos boa aceitação da torcida.

Mas assim como a incerteza sempre ronda o futuro do Ofec, rondará também o futuro da torcida com esse planejamento apresentado. Ou os valores, planos e formas de pagamento são repensados, ou viveremos de incertezas, podendo ver nosso torcedor cada vez mais distante do Germano Krüger.

Dyego Marçal – Apresentador Programa Papo de Boteco da AAFA TV e Diretor da Associação Avante Fantasma

0

Sócio Torcedor tem novos pontos de adesão

Expectativa é inscrever 2 mil torcedores. Foto: Rodrigo Covolan - Diário dos Campos

Expectativa é inscrever 2 mil torcedores. Foto: Rodrigo Covolan – Diário dos Campos

Depois que é realizado o cadastro nos pontos, a documentação chega ao Operário e então é feito o contato com a operadora de cartão de crédito, depois disso o sócio tem de 15 a 20 dias para receber o cartão após a confirmação do pagamento da primeira parcela.  ” A pessoa preenche a ficha com os dados pessoais e uma equipe estabelecida no clube entra em contato com o ‘Amigo do Operário’ e confirma os dados de cartão”, comenta Leandro Lassalvia, do marketing do clube.

Além disso, uma medida está sendo criada para o torcedor que indicar outro para aderir ao programa ganhe desconte. “A meta do programa é cadastrar 2 mil torcedores. “Todo mundo pode ser um multiplicador do sócio torcedor, pois o cadastro é simples e uma vez que a adesão do sócio se confirmar a pessoa que indicou recebe a metade do valor primeira parcela como comissão”, explica.

A Associação Comercial, Industrial e Empresarial de Ponta Grossa (Acipg) está entre os parceiros do projeto. Na sede da Acipg estão disponíveis kits do ‘Amigos do Operário’: Plano Ouro, R$ 80 mês e Plano Prata, R$ 40 mês. O contrato tem o mínimo de doze meses. Quem optar pelo ouro assiste às partidas dos acentos que serão colocados atrás do banco de reserva, na prata eles ficam na Emílio de Menezes.

No programa os inscritos ganham ingressos para as partidas além de ter descontos nas compras do comércio de Ponta Grossa, são mais de 40 empresas parceiras do clube e em supermercados de todo o Brasil, através do ‘Movimento por um Futebol Melhor’ (www.futebolmelhor.com.br).

Fonte: Rafaela Serrato – Diário dos Campos

0

ACIPG e OFEC firmam parceria

OFEC-2

A Associação Comercial, Industrial e Empresarial de Ponta Grossa (ACIPG) é parceira do projeto ‘Sócio Amigo do Operário’, que tem entre os objetivos aumentar o quadro de torcedores do Clube. Na sede da ACIPG estão disponíveis kits do ‘Amigos do Operário’: Plano Ouro, R$ 80 reais/mês e Plano Prata, R$ 40 reais/mês. O contrato tem o mínimo de 12 meses.

De acordo o diretor de Futebol do Clube, Antônio Luis Mikulis, através da venda de kits a ideia é financiar obras do Operário Ferroviário Esporte Clube, modernizando o estádio e mantendo a equipe. “Com o ‘Sócio Torcedor Amigo do Operário’ você ajuda seu clube, ganha ingressos para os jogos e tem descontos e vantagens nas compras no comércio da cidade e em supermercados de todo o Brasil, através do Movimento por um Futebol Melhor (www.futebolmelhor.com.br)”, comenta Mikulis, que ressalta que a meta é conseguir vender mil kits de cada plano.

Valorizar o esporte

O presidente da ACIPG, Nilton Fior, destaca que a entidade valoriza o esporte e o Clube local e acredita que a ação é uma oportunidade dos torcedores estarem mais próximos ao time. “Ações como essa aproximam torcedores e Clube, valorizando ainda mais a história do Operário. Parabéns ao presidente do grupo gestor do Operário Ferroviário Esporte Clube, José Álvaro Goes Filho e a toda equipe pela iniciativa”.

Informações através do telefone 3220-7230 ou com o departamento Comercial da ACIPG.

Fonte: Assessoria ACIPG

3

Prestação de Contas Sócio Camisa 01

Olá, Amigo do Operário.

Você, que contribuiu com o clube durante o ano de 2014, está recebendo agora a prestação de contas do Torcedor Camisa 01 e as opções de associação para 2015.

Este foi um ano de adaptação e aprendizado, em um projeto que alcançou mais de 500 torcedores, algo jamais feito pelo clube.

Conseguimos fazer todo o material de divulgação, presenteá-los com uma camisa do sócio torcedor e ainda alugar um ônibus para a torcida em um momento decisivo, entre outras coisas.

O dinheiro arrecadado ajudou a manter as contas do Operário em dia e fez com que chegássemos ao final do ano com um panorama melhor do que o ano anterior.

O Operário é um dos poucos clubes brasileiros com nome limpo na praça e sem dividas trabalhistas, o que possibilita um orçamento voltado 100% para o futebol.

No próximo ano, a ideia é que todo o dinheiro arrecadado com o programa de sócio torcedor seja usado nas melhorias do estádio. Vamos criar o espaço do torcedor, colocar catracas automáticas, cadeiras e acesso exclusivo, dentre outras melhorias.

Leia mais ›

1

Apresentados novos planos de sócio-torcedor

fi111114

Clube paranaense lança o Sócio Amigos do Operário, novo plano dará direito a descontos em mais de trinta estabelecimentos da cidade

Ponta Grossa, PR, 10 (AFI) – O Operário Ferroviário aproveitou a coletiva de imprensa realizada nesta segunda para lançar o seu novo programa de sócio torcedor para a temporada 2015.

O programa se chama Sócio Amigo do Operário e oferece desconto em mais de 30 estabelecimentos da cidade de Ponta Grossa, além dos benefícios do Movimento por um Futebol Melhor, em parceria com a Ambev.

Foram divulgados duas modalidades de sócios para o torcedor: Plano Ouro, com pagamento mensal de 80 reais e ingressos para as cadeiras no setor do sócio torcedor, e o Plano Prata, que sai por 40 reais e dá direito a ingressos de arquibancada.

Além da entrada em todos os jogos do clube no ano, ambos dão direito aos descontos nas compras no supermercado e comércio da cidade.

Leia mais ›

6

Coluna: O Sócio torcedor do Operário

Enquanto aguardamos notícias sobre a contratação dos jogadores que irão compor o elenco do Operário Ferroviário para o Campeonato Paranaense e, tomara, o Campeonato Brasileiro da Série D, pelo menos um assunto já causa certa polêmica junto aos torcedores do Alvinegro de Vila Oficinas, o novo plano Sócio-Torcedor.

A tentativa em 2014 foi frustrada, a meu ver, por alguns fatores que não podem ser repetidos para a próxima temporada: – Falta de um plano de mídia que viesse a massificar no torcedor tal empreendimento. – A má performance da equipe e os problemas administrativos. – E, por fim, o pouco oferecido ao associado que precisava ir ao clube antes dos jogos retirar o ingresso, que tinha dificuldade para pagar as mensalidades e dificuldades até no supermercado credenciado para obter os descontos que o plano oferecia.

Mas, a questão que mais está “pegando” é o valor do produto e sua forma de pagamento. Salvo engano, a modalidade para o “torcedor comum” vai ter um valor de R$ 80,00 mensais, por um período de 12 meses, com a possibilidade de parcelamento apenas nos cartões de crédito. E, torcendo para que dê certo, ficam algumas perguntas: – Quantos torcedores que efetivamente vão ao estádio tem um limite suficiente no cartão de crédito para adquirir o plano? – Até, quantos tem o tal cartão de crédito? – O que vai se oferecer para esse torcedor, já que na pior das hipóteses poderão acontecer somente cinco partidas em Ponta Grossa que valerão alguma coisa, entendem…? – Os gestores conhecem o perfil dos torcedores que frequentam os jogos do Operário? – Outras…

Penso que as questões devem ser levantadas agora para que, quando do lançamento da campanha, as respostas também possam ser dadas aos operarianos.

Uma pergunta a mais: Será que 3.000 sócios que paguem R$ 50,00 ao mês não seria mais interessante que, talvez, 1.000 sócios que paguem R$ 80.000,00…?

Com a palavra os amigos do Operário e, sobretudo, a empresa contratada para a administração do Sócio Torcedor.

Abraço amigos.

Fonte: Coluna do Júlio Cesar Gonçalves, publicada originalmente no Plantão da Cidade

6

Operário quer reaproximação da torcida

Novas opções para o programa de sócio-torcedor devem ser anunciadas. Clube conta com novos dirigentes para a temporada 2015

Fantasma teve em média, 2049 torcedores no Campeonato Paranaense 2014 - Foto: Thiago Terada

Fantasma teve em média, 2049 torcedores no Campeonato Paranaense 2014 – Foto: Thiago Terada

Após três temporadas de insucessos, o Operário Ferroviário viu uma queda acentuada do número de torcedores no Germano Krüger. Em 2011, por exemplo, o Fantasma contou com média de 4.226 alvinegros em Vila Oficinas durante o Paranaense (3ª maior do torneio). Três anos depois o número caiu para 2.049 – 7º do estadual. É esse cenário negativo que a nova diretoria do clube, apresentada oficialmente na quarta-feira, pretende mudar.

Iniciativas como a implantação de um novo programa para sócios-torcedores devem ser trabalhadas pelos dirigentes. “Precisamos mudar a participação do torcedor no Operário. Queremos torná-lo sócio do clube. Ele paga uma mensalidade e tem o seu lugar garantido no estádio”, resume o diretor de futebol, Antônio Luís Mikulis.

A intenção é criar mais opções de planos, inclusive com a instalação de novas cadeiras no Germano Krüger. A parceria com a Ambev, que começou no ano passado, deve ser mantida. “Vamos trabalhar para manter as parcerias que já existem e trazer outras”, afirma o dirigente.

Leia mais ›

1

ST organiza viagem para Arapongas

O duelo do próximo domingo (6), fora de casa contra o Arapongas, é o jogo mais importante do Operário Ferroviário na temporada 2014. Caso o Fantasma vença, estará garantido na elite do Campeonato Paranaense do ano que vem. Sabendo da importância do confronto, o plano de sócio-torcedor do clube, Torcedor Camisa 01, está organizando uma viagem para todos aqueles que tiverem interesse em apoiar o Alvinegro nesta batalha.

Podem participar da excursão sócios e não-sócios do Operário Ferroviário. A saída para Arapongas acontece no domingo (6), às 9h da manhã. Confira os valores:

Sócio-torcedor inscrito no projeto “Torcedor Camisa 01? – R$20,00*

Demais torcedores do Operário Ferroviário – R$40,00*

O pagamento da viagem deve ser feito até as 14h do sábado (5). Os interessados devem comparecer ao clube munidos da carteirinha de sócio-torcedor ou do documento de identidade.

*Valor do ingresso não-incluso. A entrada no Estádio dos Pássaros custa R$21,00 na hora (meia-entrada: R$11,00).

Fonte: Site Oficial do Operário

3

Operário é incluído em programa da AmBev

ambevclubes

Nesta quinta-feira, o novo escudo do Fantasma de Vila Oficinas foi inserido no site do programa ‘Por um Futebol Melhor’ (futebolmelhor.com.br) – movimento que rege o sócio-torcedor de alguns dos principais clubes do Brasil e que estará ao lado da equipe ponta-grossense a partir da próxima temporada.

Uma das empresas idealizadoras do projeto é a AmBev – cervejaria que será instalada em Ponta Grossa.

Através do programa nacional, o torcedor operariano pode se associar ao seu time de coração, pagar a mensalidade em dia e receber descontos em produtos e serviços de várias marcas participantes.

Fonte: Felipe Gustavo – Jornal da Manhã

3

Cadastro de sócio-torcedor está aberto

Quem se interessar pode ir até o clube, o cadastramento dos torcedores começa às 9 horas e vai até às 18 Foto: Rodrigo Covola

Quem se interessar pode ir até o clube, o cadastramento dos torcedores começa às 9 horas e vai até às 18 Foto: Rodrigo Covola

O Operário lançou na quinta-feira à noite o programa ‘Torcedor Camisa 01′. Quem tiver interesse no programa sócio-torcedor pode ir até o clube, escolher o plano e fazer a inscrição. O programa é dividido em três planos: ouro, com custo mensal de R$100, o prata, que custa R$40, e o bronze R$20. O horário de atendimento é das 9 horas até às 18, e a associação pode ser feita na secretaria do Germano Krüger.

Segundo o dono da empresa que cuida do programa, Luiz Fernando Mendroni, para anunciar os benefícios é preciso estar com o contrato assinado com a AmBev. “Vamos fazer esse anúncio depois que estivermos com o documento assinado, mas já temos o supermercado Muffato cadastrado e estamos em negociação com o Tozetto e o Condor. Não sabemos quando o sócio poderá usar os descontos nesses estabelecimentos, pois isso depende da assinatura do contrato”, comenta Mendroni.

O sócio tem a opção de pagar em boleto e cartão, o site para o torcedor se inscrever no ‘Torcedor Camisa 01′ entra no ar até o dia 12 dezembro. Mendroni explica, que o sócio que quiser pagar a anuidade do plano tem desconto. “Temos algumas promoções, quem quiser pagar todo o programa de uma vez, tem 10% de desconto e o sócio que se inscrever em dezembro não paga a taxa anual, que é de R$20″, explica.

Leia mais ›

0

Fotos lançamento do Sócio Torcedor

As imagens são de autoria do Repórter Fotográfico Luciano Mendes e só será permitida reprodução mediante autorização do autor.

24

Clube lança sócio-torcedor na quinta

so041213

O programa de sócio-torcedor do Operário Ferroviário, esperado há tempos por apaixonados pelo clube, sairá do papel. Na próxima quinta-feira (05) ocorre o lançamento do projeto “Torcedor Camisa 01”, às 20h no Restaurante La Gôndola (centro).

A confraternização contará com a presença de diretores do Fantasma, patrocinadores e empresários da cidade de Ponta Grossa. Durante o jantar será realizado o leilão da primeira adesão do plano de sócios, a carteirinha nº. 0001. O primeiro sócio receberá, além do “Plano Ouro” para ele e seus dependentes (mulher e filhos, por exemplo), acesso aos camarotes do Estádio Germano Krüger e a camisa de goleiro com o número 1 às costas.

O comprador será o único a possuir a vestimenta, já que ela será aposentada pelo clube. Eternizar a camisa 1 simbolizará que o torcedor operariano não é o 12º jogador da equipe, e sim o primeiro. A partir desta data todos os goleiros do Operário Ferroviário passarão a jogar com os números 12 e 23 (titular e reserva, respectivamente).

Leia mais ›